Portal da Cidade Santa Rita do Sapucaí

Prepare-se!

20 empregos que não sobreviverão e 20 ocupações do futuro

Como os seus filhos estarão empregados daqui a uma década?

Postado em 07/01/2020 às 12:10 |

Desaparece a Telefonista e surge o Gestor de Morte Digital (Foto: Unsplash / Shutterstock)

Parece que para cada emprego do futuro outra ocupação precisa ser eliminada. Devido a fatores que vão da obsolescência à evolução das tecnologias nas indústrias em declínio, os primeiros 20 empregos nesta lista são os que devem encolher mais entre hoje e 2028. Cerca de 85% das ocupações de 2030, enquanto isso, ainda precisam ser inventadas, segundo o grupo de pesquisa Institute for the Future, da Califórnia.

Como os seus filhos estarão empregados daqui a uma década? A segunda metade desta lista conta tudo... Com informações Espresso Communication para MSN.

Profissões de hoje que não sobreviverão

Foguista 

O mercado de trabalho do Canadá é cerca de nove vezes menor que o dos EUA, e aplicar esta razão à lista implica em que apenas alguns poucos canadenses conseguem emprego como foguistas ultimamente. Afinal, é um emprego que envolve monitorar o equipamento de uma locomotiva, sendo que as atividades dos trens estão cada vez mais automatizadas, portanto, projeta-se que o número de foguistas encolha em cerca de 70%—mais que qualquer outra atividade—até 2028.

Técnicos de terapias respiratórias 

Com os cuidados respiratórios tornando-se progressivamente mais automatizados, além de cada vez menos canadenses fumarem cigarro, a necessidade de técnicos e de médicos que auxiliem nas terapias respiratórias míngua cada vez mais. Não admira que 57,5% menos técnicos de terapias respiratórias devam estar empregados até 2028.

Fiscais de ticket de estacionamento 

É difícil não comemorar o declínio deste emprego, que implica em emitir multas para os veículos que não cumprem as exigências legais para estacionar. Seja por haver cada vez menos humanos dirigindo carros nas ruas ou por novas tecnologias de fiscalização, ou uma combinação dos dois fatores, é uma ocupação que deve encolher em 36,7% até 2028.

Processadores de texto e datilógrafos 

Um declínio de 33,8% é projetado para o número de processadores de texto e de datilógrafos, que hoje devem somar cerca de 7 mil no Canadá. Como é um trabalho de escrever cartas, relatórios, formulários e outros documentos a partir de rascunhos, cópias corrigidas ou gravações de voz, os avanços nas tecnologias para transformar a fala em texto podem ao menos em parte serem responsáveis pela obsolescência da atividade.

Reparador de relógios 

Unsplash

É uma profissão que se vê ameaçada a cada segundo que passa, com um declínio projetado em 29,6% até 2028. Com um número crescente de pessoas que acompanham as horas em seus dispositivos ao invés do relógio, simplesmente não há demanda por reparos, limpeza e ajuste dos mecanismos dos acessórios.

Instaladores de equipamentos eletrônicos e mecânicos de automóvel 

Mais pessoas recorrendo ao transporte coletivo, a ascensão dos aplicativos de caronas, o desenvolvimento de equipamentos eletrônicos com uma mecânica mais durável... há uma longa lista de motivos para justificarem a queda estimada de 28,6% no número de empregos para instaladores e reparadores de equipamento eletrônico em veículos automotores.

Operadores telefonia 

É um trabalho que se transformou drasticamente ao longo dos anos, agora ele está mais focado em fornecer informações de lista, ajudar os consumidores com pedidos especiais de cobrança e auxiliar crianças ou deficientes físicos a realizarem ligações telefônicas. Mas com a evolução da tecnologia das telecons, os operadores de telefonia devem ter seu número reduzido em 28,4% até 2028.

Cortadeiras e aparadores 

Seja com ferramentas manuais ou utensílios elétricos para cortar e aparar qualquer coisa, desde carpete e tecido até pedras e vidros, quem trabalha nesta linha de produção cada vez mais automatizada deve sofrer com um encolhimento de 28,4% no número de vagas até 2028.

Agente do correio e superintendente de correspondência 

Quem monitora os serviços postais e gerencia a equipe dos correios deve sofrer um corte de 27,5% até 2028, já que as funções devem ser automatizadas e as correspondências em papel cada vez mais são relegadas ao passado.

Operadores de veículos de minas 


Pixabay

Transportar os materiais de uma mina cada vez mais é automatizado e mecanizado, o que reduz a necessidade de mão de obra humana. Por isso é que se projeta um declínio de 25,3% nesta profissão de nicho.

Processamento de dados 

Com os equipamentos de processamento de dados tornando-se cada vez mais automatizados e confiáveis, a necessidade de trabalhadores humanos para os monitorar e controlar tem diminuído com rapidez. É por isso que estima-se que 24,1% menos processadores de dados serão necessários até 2028.

Telefonistas

Unsplash

Diferentes dos operadores de telefonia, estes lidam com equipamentos em sistemas ou centrais telefônicas, uma ocupação que se torna cada vez mais ultrapassada, na medida em que o mercado caminha para a automação e a prevalência de serviços wireless. Até 2028, é esperado que haja 23,8% menos telefonistas.

Separadores, processadores e operadores de linha de correios 

Empregados dos serviços postais recebem mais um golpe aqui. Estes empregos, que envolvem a preparação para receber e reenviar correspondências para a distribuição, devem diminuir em 23,8% até 2028.

Operadores de dados 

Com cerca de 20 mil canadenses atualmente empregados na verificação de dados e na preparação de materiais para impressão, os operadores de dados incluem a maior categoria de trabalhadores incluída nesta lista. É algo que deve mudar até 2028, no entanto, quando menos 23,2% deles devem estar realizando estas funções.

Montadores de estruturas, superfícies, aparelhamento e sistemas de aeronaves 

A automação das atividades envolvidas nesta função eliminará 22% das vagas em montagem e instalação de peças de aviões, veículos espaciais e mísseis até 2028.

Operadores de bobinadeiras, afuniladoras e finalizadoras 


Pixabay

À medida que as máquinas assumem a tarefa de enrolar as bobinas de fio usadas em componentes, equipamentos e instrumentos elétricos, a intervenção humana é cada vez menos necessária. Não admira a estimativa de que a profissão perca 21,6% de suas vagas até 2028.

Trabalhadores de processos fotográficos e operadores de máquinas de processamento 

Com as imagens fotográficas cada vez mais vistas apenas nas telas, simplesmente não há mais demanda para o desenvolvimento e processamento para impressão das mesmas a partir de filmes ou de mídias digitais. O declínio de 21,3% no número destes empregos, portanto, não deve ser surpreendente.

Operadores de prensas de tecidos, roupas e materiais relacionados 

Automatização e a globalização são as principais culpadas, com um encolhimento de 21,2% nos empregos para quem trabalha em prensar ou modelar artigos de moda, seja por máquina ou manualmente.

Assessores jurídicos 


Pixabay

Advogados podem não ter entrado na lista, mas seus assistentes sim. Com um declínio estimado em 20,9% por causa das novas tecnologias administrativas, entre outros fatores, os assessores jurídicos se encarregam da preparação de documentos e de correspondência em escritórios de advocacia, além de auxiliar em pesquisas.

Técnicos e preparadores de impressão

Com os materiais gráficos cada vez mais ultrapassados, os trabalhos envolvidos em formatar e preparar imagens e texto para a impressão de páginas vai desaparecer. Cerca de 20,8% destas posições devem ser cortadas até 2028.

Profissões do Futuro 

Produtor de alimentos feitos de insetos 

A população mundial deve alcançar oito bilhões de pessoas nos próximos 15 ou 20 anos. Omelete de grilo, gafanhoto salteado e outras comidas com base em insetos podem ser uma saída para encher tantas barrigas. O desenvolvimento da entomofagia (o consumo dos insetos) é uma área promissora.

Artesão de membros 

Os avanços científicos tornam cada vez mais possível construir membros humanos (ou próteses ultrassofisticadas) para substituir órgãos falidos e membros amputados, de acordo com a empresa britânica de previsões Fast Future Publishing. Isso também criará a necessidade de revendedores de partes do corpo e de oficinas de reparo.

Cirurgião de incremento da memória 

Até 2030, a gestão de informação será um grande desafio para os trabalhadores. De acordo com a Fast Future Publishing, cirurgiões terão a capacidade de aumentar a capacidade da memória de pessoas sobrecarregadas com informações, para que possam armazenar mais.

Fazendeiro urbano 

O fazendeiro urbano é o especialista na criação de hortas em miniatura e espaços verdes nos ambientes urbanos.

Piloto espacial 


Shutterstock

Quem não gostaria de realizar uma caminhada pela Lua ou sobrevoar a atmosfera terrestre? Diversas empresas (como a Virgin Galactic e a Blue Origin) planejam oferecer voos pelo espaço a turistas. Grandes oportunidades esperam os pilotos espaciais e os guias turísticos interestelares.

Controlador de clima 

Com a temperatura global em ascensão, precisaremos de engenheiros para ajudar a reduzir ou reverter os efeitos das mudanças no clima. É uma profissão que certamente terá bons ventos a favor.

Consultor de ética 

Consultores serão necessários para ajudar a sociedade a tomar decisões éticas no que se refere a questões como a clonagem.

Gestor de bem-estar na velhice 


Rawpixel-Pixabay

É um gestor que controla a saúde e o bem-estar de idosos usando métodos como a robótica, medicina, emprego de produtos naturais e programas de atividades físicas.

Advogado virtual 

A globalização e o uso cada vez mais universal da internet pode levar ao surgimento dos advogados virtuais para resolverem conflitos comerciais entre as nações.

Coach de avatar 

Se avatares substituirão os professores nas escolas, esses instrutores artificialmente inteligentes precisariam de treinamento para garantir que sejam competentes no exercício do seu trabalho e tenham os alunos certos.

Fabricante de carro-voador 

Nossos filhos poderão ser os engenheiros e construtores de uma nova geração de veículos que podem usar tecnologias limpas e renováveis, de acordo com o relatório da Fast Future Shape of Jobs to Come (Como serão os trabalhos que surgirão). Será que estaremos vivos para finalmente ver a chegada dos carros voadores (como no Blade Runner!) e o fim dos cones de trânsito?

Curador de conteúdo 

O conteúdo multimídia é cada vez mais personalizado para uma clientela-alvo. Curador de conteúdo seria o especialista em garantir que conteúdo e a mensagem que são enviados sejam pertinentes e alinhados a uma determinada audiência.

Balanceador de micróbios 

É o especialista em encontrar o melhor equilíbrio microbiótico para a saúde de uma pessoa ou para um determinado ambiente.

Especialista em teletransporte 


CBS-Getty Images

Este especialista em física quântica supervisionará a segurança do teletransporte enquanto vamos de um lugar ao outro, como em Jornada nas Estrelas. É utópico, claro, mas sonhar não custa nada.

Corretor de água 

Na medida em que a população cresce, também aumenta a demanda por água. O corretor de água terá a capacidade de assessorar os clientes sobre investimentos neste mercado em expansão.

Piloto de drone 

A pilotagem de drone, um emprego que já existe na hierarquia militar, deve se tornar uma profissão muito procurada devido às muitas possibilidades que existem no setor comercial, como na entrega de encomendas.

Gestor de morte digital 


Shutterstock

Será a pessoa responsável por eliminar os vestígios da presença de uma pessoa na internet após sua morte.

Programadores de personalidade 

A inteligência artificial deve progredir com muita rapidez em um futuro próximo. Os robôs não apenas poderão conversar, eles também terão personalidades. Alguns programadores já conseguiram criar “chatbots” inspirados em pessoas reais, como este bot inspirado no Donald Trump.

Especulador de moedas alternativas 

É a pessoa que monitora o desenvolvimento de moedas alternativas, como a Bitcoin, e opina sobre novos investimentos.

Serviço social online 

Shutterstock

É um novo tipo de serviço social que ajudará as pessoas que sofreram linchamento ou bullying nas redes sociais.


Fonte:

Deixe seu comentário