Portal da Cidade Santa Rita do Sapucaí

Giro Policial

Corpo de mulher esfaqueada pelo marido e jogado no Rio Sapucaí é encontrado

Ex-marido de Márcia das Dores Silvério, de 52 anos, foi preso na última sexta-feira (3) e confessou o crime em Santa Rita do Sapucaí

Postado em 06/01/2020 às 16:04 |

O corpo foi retirado do rio e encaminhado para o IML de Pouso Alegre (Foto: Rede Social/Samuel Henrique)

O corpo da mulher que foi morta esfaqueada pelo ex-marido na tarde de quinta-feira (2) em Santa Rita do Sapucaí (MG) foi encontrado na manhã deste domingo (5). Segundo a Polícia Militar, o corpo foi localizado por um morador que andava de barco em um ponto do Rio Sapucaí, já na zona rural. 

O ex-marido de Márcia das Dores Silvério, de 52 anos, foi preso na última sexta-feira (3) e confessou o crime.

O corpo foi retirado do Rio Sapucaí pelo militares do Corpo de Bombeiros por volta de 8h30 de domingo (5) após três dias de intensas buscas e encaminhado para o IML de Pouso Alegre. Depois ele foi levado para um velório de cerca de uma hora e foi sepultado municipal Luiz Vilela Bernardes, em Santa Rita do Sapucaí.

O crime

Segundo a PM, imagens obtidas de uma câmera de segurança mostraram o ex-marido e a vítima juntos, por volta das 18h de quinta-feira (2). Depois ele teria chegado em casa embriagado e e sujo de sangue e confessado para o filho e o irmão que havia esfaqueado a esposa. No local, ele ainda tentou lavar o carro, que estava sujo de sangue e a faca utilizada no crime.

"Na casa do autor foram encontradas as vestes, possivelmente que foi utilizada no crime, com muito sangue, dentro do veículo do autor, no banco de trás principalmente, muito sangue e a faca também com sangue, possivelmente a faca utilizada no crime", disse o tenente da Polícia Militar, Elias Daniel da Mota Yanase.

A polícia contou ainda que ele teria dito ainda que jogou o corpo no rio, próximo à Rua Capitão Vicente Ribeiro do Vale, conhecida como Rua do Queima. O carro foi abandonado e localizado na manhã de sexta-feira com marcas de sangue, principalmente no banco traseiro, e os pertences dela. O veículo foi encaminhado para a perícia da Polícia Civil.

O motivo do crime seria porque o marido não aceitava o fim do relacionamento.



Fonte:

Deixe seu comentário