Portal da Cidade Santa Rita do Sapucaí

Cidade

Direção do Hospital Antônio Moreira da Costa emite nota de esclarecimento

Instituição se manifesta em decorrência da divulgação de áudios e mensagens sobre atendimento prestado em 8 de agosto

Postado em 13/08/2020 às 07:20 |

(Foto: Arquivo PCSRS)

O Portal da Cidade de Santa Rita do Sapucaí divulga nota de esclarecimento emitida pela Fundação Santa-ritense de Saúde e Assistência Social, em que se manifesta sobre a divulgação de áudios e mensagens a respeito de atendimento prestado pela instituição em 8 de agosto de 2020, ocasião em que foi registrado óbito de uma criança de sete anos. 

A reportagem do Portal da Cidade SRS não teve conhecimento dessas mensagens e áudios e se coloca à disposição das partes envolvidas para, se desejarem, manifestar a respeito.

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

A Fundação Santarritense de Saúde e Assistência Social, entidade mantenedora do Hospital Antônio Moreira da Costa, vem, por meio do presente, tendo em vista os áudios e divulgações de mensagens acerca do atendimento prestado no dia 08 de agosto, esclarecer:

01) O Hospital Antônio Moreira da Costa segue à risca todas as recomendações e protocolos do Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde Estadual e Municipal, inclusive o preceituado em relação à pandemia COVID-19.

02) O Conselho Regional de Medicina proíbe a divulgação de dados do atendimento médico de pacientes. Em respeito a essa proibição, não nos é possível tecer considerações sobre eventuais atendimentos médicos, ressaltando, apenas, que o atendimento foi realizado dentro das mais rigorosas normas médicas e éticas.

03) Podemos afirmar, ainda, sem entrar nos dados clínicos do paciente, que, após terem sido feitas as devidas apurações internas, verificamos que não havia indicação clínica para internação do paciente no dia 07/08/2020, sendo o mesmo enviado para casa após estabilização, inclusive, para protegê-lo de qualquer exposição hospitalar, conforme normas gerais. O quadro de saúde então apresentado pelo paciente não se enquadrava nos protocolos dos órgãos de saúde para suspeita de COVID-19.

04) Em relação ao atendimento prestado no dia 08/08/2020, as imagens do sistema de vídeo interno do HAMC mostram que o tempo entre a entrada do paciente no pronto atendimento municipal e o recebimento de atendimento médico foi de 7 (sete) minutos.

05) Ao passar pela triagem da enfermagem, dentro do referido intervalo de 7 (sete) minutos, o paciente recebeu a classificação do protocolo de Manchester, de acordo com os sinais e sintomas que apresentava, na cor laranja, que preceitua o atendimento em, no máximo, 10 (dez) minutos.

06) Esclarecemos, ainda, que é possível verificar pelas imagens de vídeo que, após a triagem, o paciente se locomoveu pelas próprias pernas, acompanhado pela mãe, para o consultório médico.

07) O HAMC lamenta profundamente que o paciente tenha vindo a óbito, mas, infelizmente, há situações que, apesar de todo o empenho da equipe médica (e, neste caso, haviam duas médicas no atendimento), nem sempre é possível alcançar o objetivo maior do Hospital, que é salvar vidas. Porém, diante das apurações, resta a certeza de que todo o possível foi feito em prol da saúde e recuperação do paciente.

Lamentamos a perda da família e prestamos os nossos respeitos e homenagem!


Fonte:

Receba as notícias de Santa Rita do Sapucaí no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário